Apresentação do XIII Ciclo de Conferências do IUCS

Diferentes Olhares na Oncologia

O Instituto Universitário de Ciências da Saúde vai realizar o XIII Ciclo de Conferências do IUCS, que antecede as Jornadas Científicas dos diferentes Cursos/Departamentos e que decorrerão nos dias 30 e 31 de abril de 2017 no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.
Esta atividade tem como objetivo fundamental propiciar a toda a comunidade académica a apresentação e discussão de temas de relevância, para todos quantos têm como objetivo primordial a promoção da saúde. Este ano vamos realizar o XIII Ciclo de Conferências IUCS, que decore no dia 30 de Março durante a manhã, na Sala do Arquivo do Centro de Congressos da Alfândega do Porto e elegemos como tema em discussão: OS DIFERENTES OLHARES NA ONCOLOGIA. É uma temática sempre atual e de interesse para a nossa comunidade académica, investigadores e profissionais de saúde. Este evento tem um programa que assenta numa Conferência Inaugural sobre o tema em discussão e posteriormente uma Mesa Redonda, com convidados de diferentes áreas temáticas, desde o diagnóstico, a cirurgia, a medicina oncológica, a radioterapia, os cuidados continuados, os cuidados paliativos, as novas abordagens terapêuticas, novos marcadores tumorais, são muitos dos temas que serão abordados nesta discussão

Saudações académicas.

O Reitor,
Prof. Doutor Jorge Brandão Proença

Programa científico

30 de março

08:45h Abertura do Secretariado

09:30h Sessão de Abertura

09:45h A cirurgia no tratamento do cancro: ainda e quase sempre, mas cada vez mais acompanhada.”
Pinto de Sousa
Diretor Serviço Cirurgia
Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa

10:15h Documentário
“A Doença Oncológica na Primeira Pessoa “

10:30h Coffee- Break

11:00h Mesa Redonda
OS DIFERENTES OLHARES NA ONCOLOGIA
Susana Cunha Guimarães
Jornalista

Carlos Lopes
Professor Catedrático do IUCS
Anatomopatologista

Carla Bartosch
Grupo de Epigenética e Biologia do Cancro
Centro de Investigação do IPO-Porto

Deolinda Pereira
Diretora do Serviço de Oncologia Médica
IPO-Porto

Hugo Duarte
Diretor do Serviço de Medicina Nuclear
IPO-Porto

Joaquim Abreu de Sousa
Diretor do Serviço de Oncologia Cirúrgica
IPO-Porto

José António Ferraz Gonçalves
Diretor do Serviço de Cuidados Paliativos
IPO-Porto

Maria Augusta Guimarães
Diretora do Departamento de Patologia Clínica
IPO-Porto

12:30h Cerimónia Oficial de Abertura

13:00h Encerramento

Resumos de Palestras

Em Atualização ...

09:45h A cirurgia no tratamento do cancro: ainda e quase sempre, mas cada vez mais acompanhada.”
Pinto de Sousa

O tratamento das neoplasias malignas tem tido na abordagem cirúrgica um suporte inquestionável, uma vez que esta arma terapêutica é quase sempre a única capaz de curar doentes. Neste contexto, os resultados clínicos eram muito dependentes da experiência da equipa cirúrgica. No entanto durante muitos anos a cirurgia realizada com intenção primária não se revelou suficiente para lidar com cancros diagnosticados em estádios muito avançados, frequentemente localmente iressecáveis.
A abordagem multidisciplinar constituiu um avanço estratégico significativo e a introdução de outras formas de tratamento, ajustadas ao estádio da doença, veio trazer mais esperança aos doentes portadores destas doenças. A implementação de tratamento neoadjuvante num país com elevada percentagem de tumores avançados contribuiu muito para o sucesso da cirurgia. Deste modo, a cirurgia não só não perdeu importância como passou a estar acompanhada de outras armas que a ajudaram imenso a alcançar um objectivo fundamental, isto é, conseguir ressecar de forma completa os tumores.
A cirurgia é, então, um elo essencial numa abordagem multidisciplinar do cancro, tendo como base um estadiamento correcto e consequentemente uma abordagem individualizada dos doentes.